Dons espirituais
LIÇÃO 08
Sábado, 21 de Maio de 2022

Dons espirituais

“Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes” (1 Coríntios 12:1).
A perfeição da igreja não depende de cada membro ser moldado exatamente da mesma forma. Deus pede que cada um ocupe o devido lugar, que assuma a própria posição para fazer a obra que lhe foi designada, de acordo com a habilidade recebida. — The SDA Bible Commentary [E. G. White Comments], vol. 6, p. 1090.
Estudo adicional: A fé pela qual eu vivo, p. 292.

Domingo, 15 de maio - 1. A FONTE DIVINA DOS DONS
1A) Como o apóstolo conecta o Espírito Santo aos dons espirituais? 1 Coríntios 12:4-9.
1Co 12:4-9 — Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. 5 E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. 6 E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. 7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil. 8 Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; 9 e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar.

Hoje, Deus capacitará homens e mulheres com poder do alto, assim como dotou aqueles que no dia de Pentecostes ouviram a palavra da salvação. Mesmo agora, Seu Espírito e Sua graça estão disponíveis a todos os que deles precisam e que nEle confiam. — A fé pela qual eu vivo, p. 292.

1B) Quais são os principais objetivos dos dons na igreja de Deus? 1 Coríntios 12:3 e 7; Efésios 4:11-13.
1Co 12:3 e 7 — Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema! E ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo. [...] 7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil.
Ef 4:11-13 — E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, 12 querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo, 13 até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.

Paulo declara que os dons e manifestações do Espírito foram postos na igreja [...] “até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” (Efésios 4:13). — Idem.
Deus promete os dons do Espírito a cada crente, de acordo com a necessidade de cada um, para a obra do Senhor. A promessa é tão forte e digna de confiança agora como nos dias dos apóstolos. — O Desejado de Todas as Nações, p. 823.

Segunda-feira, 16 de maio - 2. A PALAVRA DE SABEDORIA
2A) Como podemos receber os dons do Espírito Santo? Lucas 11:13; Atos 5:32.
Lc 11:13 — Pois, se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?
At 5:32 — E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.

Se estiverem unidos a Cristo, se os dons do Espírito estiverem neles, os mais pobres e ignorantes de Seus discípulos terão um poder que se manifestará sobre os corações. Deus os torna canais para a operação da mais alta influência no universo. — A fé pela qual eu vivo, p. 292.

2B) O que é a verdadeira sabedoria, de acordo com a Palavra de Deus? 1 Coríntios 1:30.
1Co 1:30 — Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção.

Os mais sedentos de conhecimento podem aprender com segurança na escola de Cristo aquilo que servirá para seu bem presente e eterno. Os inquietos e insatisfeitos encontrarão descanso aqui. Com os pensamentos e afeições focados em Cristo, obterão verdadeira sabedoria, que valerá mais para eles do que os mais ricos tesouros terrestres. — An Appeal to Mothers, p. 32.

2C) Qual é o conhecimento essencial para nossa salvação, e onde podemos obtê-lo? João 17:3; Provérbios 2:3-5.
Jo 17:3 — E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
Pv 2:3-5 — E, se clamares por entendimento, e por inteligência alçares a tua voz, 4 se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares, 5 então, entenderás o temor do Senhor e acharás o conhecimento de Deus.

O conhecimento prático acerca de Deus e de Jesus Cristo, a quem Ele enviou, transforma o homem à imagem de Deus. Dá ao homem domínio sobre si mesmo, colocando todos os impulsos e paixões da natureza inferior sob o controle das faculdades superiores da mente. Torna quem o possui um filho de Deus e um herdeiro do Céu. Leva-o à comunhão com a mente do Infinito e abre-lhe os ricos tesouros do universo.
Esse é o conhecimento que se obtém pesquisando a Palavra de Deus. E toda pessoa que entregar tudo a fim de obtê-lo, encontrará esse tesouro. — Parábolas de Jesus, p. 114.
[João 17:3 é citado aqui.] Essas palavras significam muito. É somente conhecendo a Cristo que podemos conhecer a Deus. O Enviado de Deus chama a todos para que ouçam essas palavras. São palavras divinas, e todos devem estar atentos, pois serão julgados por elas. Conhecer a Cristo de um modo salvador é ser vitalizado pelo conhecimento espiritual para, então, praticar Suas palavras. Sem isso, tudo o mais é inútil. — The Signs of the Times, 27 de janeiro de 1898.

Terça-feira, 17 de maio - 3. O DOM DA FÉ
3A) O que é a fé, e como a podemos possuir? Hebreus 11:1; Efésios 2:8; Romanos 10:17.
Hb 11:1 — Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem.
Ef 2:8 — Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.
Rm 10:17 — De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

A fé em Cristo como o Redentor do mundo exige o reconhecimento de um intelecto esclarecido, controlado por um coração que pode discernir e apreciar o tesouro celestial. Essa fé é inseparável do arrependimento e da transformação do caráter. Ter fé significa encontrar e aceitar o tesouro do evangelho, com todas as obrigações que ele impõe. — Parábolas de Jesus, p. 112.
Justiça é agir corretamente, e todos serão julgados pelos próprios atos. Nosso caráter se revela naquilo que fazemos. As obras mostram se a fé é verdadeira.
Não é suficiente crermos que Jesus não é um impostor e que a religião da Bíblia não é uma fábula artificialmente composta (2 Pedro 1:16). Podemos crer que o nome de Jesus é o único debaixo do Céu pelo qual o homem pode ser salvo e, ainda assim, não fazermos dEle, pela fé, o nosso Salvador pessoal. Não é suficiente crer na teoria da verdade. Não é bastante professar fé em Cristo e ter nosso nome registrado nos livros da igreja. [1 João 3:24; 2:3 são citados aqui.] Essa é a verdadeira evidência da conversão. Qualquer que seja a nossa profissão, não terá qualquer valor a menos que revelemos a Cristo em obras de justiça. — Ibidem, pp. 312 e 313.

3B) Qual é a diferença entre a verdadeira fé e a presunção? Gálatas 5:6 (última parte).
Gl 5:6 [ú. p.] — [...] mas, sim, a fé que atua pelo amor. (Nova Versão Internacional.)

A verdadeira fé pergunta ao Senhor: “O que queres que eu faça?” E quando o Mestre traça o caminho, a fé está pronta para cumprir a vontade divina, sejam quais forem os contratempos e sacrifícios. — Conselhos aos professores, pais e estudantes, p. 183.
A presunção é a falsificação que Satanás faz da fé. A fé reivindica as promessas de Deus e produz frutos em obediência. A presunção também reivindica as promessas, mas as usa como Satanás fez, para justificar a transgressão. A fé teria levado nossos primeiros pais a confiar no amor de Deus e Lhe obedecer aos mandamentos. A presunção os levou a transgredir a Lei divina, crendo que o grande amor do Pai os salvaria das consequências dos próprios pecados. A fé não exige o favor do Céu sem antes cumprir as condições sob as quais a misericórdia deve ser concedida. — O Desejado de Todas as Nações, p. 126.

Quarta-feira, 18 de maio - 4. O DOM DA CURA
4A) Quais foram as principais atividades de Jesus em Sua missão terrena? Mateus 4:23. Que papel a cura exercia no ministério do Mestre? Mateus 4:24.
Mt 4:23 — E percorria Jesus toda a Galileia, ensinando nas suas sinagogas, e pregando o evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.
Mt 4:24 — E a sua fama correu por toda a Síria; e traziam-lhe todos os que padeciam acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos e os paralíticos, e ele os curava.

Durante Seu ministério, Jesus dedicou mais tempo a curar os enfermos do que a pregar. Seus milagres confirmam a verdade de Suas palavras, de que não veio para destruir, mas salvar. Não importa em que lugar fosse, as notícias de Sua misericórdia Lhe antecediam a chegada. Por onde havia passado, os alvos de Sua compaixão se regozijavam com saúde e exercitavam as habilidades recém-adquiridas. Multidões se aglomeravam ao redor deles para lhes ouvirem dos lábios as obras que o Senhor havia realizado. A voz de Jesus foi o primeiro som que muitos ouviram; Seu nome, a primeira palavra que falaram; Seu rosto, o primeiro que contemplaram. Por que não deveriam amar a Jesus e proclamar Seu louvor? Ao passar pelas aldeias e cidades, era como uma corrente vital, espalhando vida e alegria. — A ciência do bom viver, pp. 19 e 20.

4B) Que obra foi incluída na comissão do evangelho de Cristo? Marcos 16:17 e 18.
Mc 16:17 e 18 — E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas; 18 pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

Havia lições para os discípulos no modo como o Salvador curava. Certa ocasião, ungiu com barro os olhos de um cego e disse a ele: “Vai, lava-te no tanque de Siloé. [...] Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo” (João 9:7). Só o poder do Grande Médico poderia operar tal cura, mas Cristo fez uso dos simples elementos da natureza. Embora não tenha aprovado a medicação com drogas, sancionou o uso dos remédios simples e naturais.
Para muitos dos aflitos que receberam cura, Cristo disse: “Não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior” (João 5:14). Assim, ensinou que a doença é o resultado da violação das leis de Deus, tanto naturais quanto espirituais. Não haveria grande miséria no mundo se os homens vivessem em harmonia com o plano do Criador. [...]
Cristo deu instruções definidas a Israel referentes aos hábitos de vida, e garantiu-lhes: “E o Senhor de ti desviará toda enfermidade” (Deuteronômio 7:15). Quando cumpriram as condições, receberam a promessa. “E entre as suas tribos não houve um só enfermo” (Salmo 105:37). — O Desejado de Todas as Nações, p. 824.

Quinta-feira, 19 de maio - 5. O DOM DE PROFECIA
5A) Qual é a posição do dom profético em meio aos outros dons? 1 Coríntios 12:28; Amós 3:7.
1Co 12:28 — E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente, apóstolos, em segundo lugar, profetas, em terceiro, doutores, depois, milagres, depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
Am 3:7 — Certamente o Senhor Jeová não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.

Desde o início, a igreja de Deus teve o dom de profecia em seu meio como uma voz viva para aconselhar, advertir e instruir. Agora, temos alcançado os últimos dias da obra da tríplice mensagem angélica, quando Satanás operará com poder crescente porque sabe ter pouco tempo. Ao mesmo tempo, os dons do Espírito Santo e a diversidade de operações virão a nós pelo derramamento do Espírito. Esse é o tempo da chuva serôdia. — Manuscript Releases, vol. 9, p. 278.

5B) Até que ponto o dom de profecia é essencial para a igreja hoje? 2 Crônicas 20:20.
2Cr 20:20 — E, pela manhã cedo, se levantaram e saíram ao deserto de Tecoa; e, saindo eles, pôs-se em pé Josafá e disse: Ouvi-me, ó Judá e vós, moradores de Jerusalém: Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas e prosperareis.

Tempos perigosos estão à nossa frente. Todo aquele que tem conhecimento da verdade deve despertar e entregar o corpo, a alma e o espírito à disciplina de Deus. O inimigo está no nosso encalço. Devemos estar bem despertos, em guarda contra ele. Devemos vestir toda a armadura de Deus. Devemos seguir as instruções fornecidas no Espírito de Profecia. Devemos amar e obedecer à verdade presente. Isso nos salvará de aceitar ilusões fortes. Deus falou conosco mediante Sua Palavra. Falou-nos por meio dos testemunhos à igreja e dos livros que ajudaram a esclarecer nossas obrigações atuais e a posição que devemos ocupar agora. As advertências que nos deu, regra sobre regra, preceito sobre preceito, devem ser atendidas. Se as desprezarmos, que desculpa apresentaremos? — Testemunhos para a igreja, vol. 8, p. 298.

Sexta-feira, 20 de maio - PARA VOCÊ REFLETIR
1. Como posso me beneficiar da promessa de Deus a respeito do Espírito Santo?
2. Onde posso encontrar maior sabedoria divina?
3. Como o inimigo das almas pode estar tentando me envolver na presunção?
4. De que formas posso me desenvolver para ajudar mais a saúde dos outros?
5. Como posso apreciar mais o dom de profecia dado ao povo de Deus?



  Baixar a lição em PDF  



  Baixar a lição em DOC