Embaixadores de Cristo
LIÇÃO 13
Sábado, 25 de Junho de 2022

Embaixadores de Cristo

“De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo que vos reconcilieis com Deus” (2 Coríntios 5:20).
Desde Sua ascensão, Cristo tem desenvolvido Sua obra na Terra por meio de embaixadores escolhidos, mediante os quais fala aos filhos dos homens e aos ministros sobre suas necessidades. O grande Cabeça da igreja supervisiona Sua obra por meio da instrumentalidade de homens ordenados por Deus para agirem como Seus representantes. — Atos dos apóstolos, p. 360.
Estudo adicional: Atos dos apóstolos, pp. 359-371 (capítulo 34: “Ministério consagrado”).

Domingo 19 de junho - 1. O TRIBUNAL DIVINO
1A) Quem será julgado no tribunal divino? 2 Coríntios 5:10; Romanos 14:12; Daniel 7:9 e 10.
2Co 5:10 — Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal.
Rm 14:12 — De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
Dn 7:9 e 10 — Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; a sua veste era branca como a neve, e o cabelo da sua cabeça, como a limpa lã; o seu trono, chamas de fogo, e as rodas dele, fogo ardente. 10 Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e milhões de milhões estavam diante dele; assentou-se o juízo, e abriram-se os livros.

Assim foi apresentado à visão do profeta o grande e solene dia em que o caráter e a vida dos homens devem passar em revista perante o Juiz de toda a Terra, e cada ser humano deve ser julgado “de acordo com suas obras”. O Ancião de Dias é Deus, o Pai. Diz o salmista: “Antes que nascessem os montes, ou que tivesses formado a Terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade Tu és Deus” (Salmo 90:2). Ele, a fonte de todo ser e de toda a lei, é que deve presidir o juízo. — O grande conflito, p. 479.
[Paulo] declarou que certamente virá um dia de juízo em que todos serão recompensados de acordo com as ações praticadas no corpo, e quando será claramente revelado que riqueza, posição ou títulos são impotentes para que o homem possa conquistar o favor de Deus ou inúteis para livrá-lo dos resultados do pecado. Ele mostrou que esta vida é o tempo de preparação humana para a vida futura. Se o homem negligenciar os privilégios e oportunidades atuais, sofrerá perda eterna; nenhum tempo de graça adicional lhe será concedido. — Atos dos apóstolos, p. 424.

Segunda-feira, 20 de junho - 2. ABSOLVIDO NO JUÍZO
2A) Quem será julgado primeiro? 1 Pedro 4:17 e 18.
1Pe 4:17 e 18 — Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus? 18 E, se o justo apenas se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?

2B) Como podemos ser absolvidos no juízo? João 3:16 e 17; João 5:24; Romanos 8:1.
Jo 3:16 e 17 — Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Jo 5:24 — Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.
Rm 8:1 — Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito.

Todos os que se arrependeram verdadeiramente do pecado, e que pela fé exigiram o sangue de Cristo como seu próprio sacrifício expiatório, tiveram o perdão acrescentado ao seu nome nos livros do Céu; ao se tornarem participantes da justiça de Cristo, e ao verificar-se que têm o caráter em harmonia com a Lei de Deus, seus pecados serão apagados e eles mesmos serão considerados dignos da vida eterna. O Senhor declara, pelo profeta Isaías: “Eu, Eu mesmo sou Aquele que apago as tuas transgressões por amor de Mim e dos teus pecados Me não lembro” (Isaías 43:25). Disse Jesus: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de Meu Pai e diante dos Seus anjos” [Apocalipse 3:5]. — O grande conflito, p. 483.

2C) Quais são as principais condições para alguém ser absolvido? Provérbios 28:13; 1 João 1:9; Atos 3:19.
Pv 28:13 — O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.
1Jo 1:9 — Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.
At 3:19 — Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor.

É verdade que deve haver arrependimento antes do perdão; mas o pecador deve ir a Cristo antes que possa encontrar arrependimento. É a virtude de Jesus que fortalece e ilumina a alma para que o arrependimento seja piedoso e aceitável. Pedro esclareceu esse assunto quando disse acerca de Cristo: “Deus, com a Sua destra, O elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e remissão dos pecados”. O arrependimento é certamente um dom de Jesus Cristo, assim como o perdão dos pecados. O arrependimento não pode ser experimentado sem Cristo, pois é o arrependimento do qual Ele é o autor que é a base do nosso pedido de perdão. É pela obra do Espírito Santo que os homens são levados ao arrependimento. É de Cristo que vem a graça da contrição, bem como o dom do perdão; e o arrependimento, assim como o perdão dos pecados, é obtido somente por meio do sangue expiatório de Cristo. Aqueles a quem Deus perdoa, Ele primeiro torna penitentes. — The Youth’s Instructor, 6 de dezembro de 1894.

Terça-feira, 21 de junho - 3. O NOVO NASCIMENTO
3A) Que mensagem Jesus dirigiu a um líder religioso? João 3:3-5. Quando e como o pecador nasce de novo? João 1:12 e 13.
Jo 3:3-5 — Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. 4 Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura, pode tornar a entrar no ventre de sua mãe e nascer? 5 Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus.
Jo 1:12 e 13 — Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que creem no seu nome, 13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.

Quando a verdade se torna um princípio permanente na vida, a alma renasce “não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela Palavra de Deus viva, e que permanece para sempre”. Esse novo nascimento é o resultado do ato de receber a Cristo como a Palavra de Deus. Quando o Espírito Santo imprime as verdades divinas no coração, despertam-se novas concepções, e as energias até ali dormentes são ativadas para cooperar com Deus. — Atos dos apóstolos, p. 520.

3B) Quando deve ocorrer a experiência do novo nascimento e morte para o pecado? 1 Coríntios 15:31.
1Co 15:31 — Eu protesto que cada dia morro gloriando-me em vós, irmãos, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

O Céu será suficientemente barato se o alcançarmos mediante sofrimento. Devemos negar o eu ao longo do caminho, morrer diariamente para ele, deixar apenas Jesus aparecer e manter o olhar constantemente fixo em Sua glória. Vi que aqueles que recentemente aceitaram a verdade teriam de saber o que é sofrer por amor a Cristo, que teriam de passar por provações agudas e cortantes a fim de que possam ser purificados e preparados mediante sofrimento para receber o selo do Deus vivo, passar pelo tempo de angústia, ver o Rei em Sua formosura e habitar na presença de Deus e de anjos puros e santos. — Primeiros escritos, p. 67.

3C) O que acontece quando uma pessoa nasce de novo? 2 Coríntios 5:14-17.
2Co 5:14-17 — Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo, todos morreram. 15 E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 16 Assim que, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo, agora, já o não conhecemos desse modo. 17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

O resgate pago por Cristo é suficiente para a salvação de todos os homens, mas atuará apenas em favor daqueles que se tornam novas criaturas em Cristo Jesus, súditos leais do reino eterno de Deus. O sofrimento de Jesus não protegerá do castigo o pecador impenitente e desleal.
A obra de Cristo era restaurar o homem ao estado original e, por meio do poder divino, curá-lo das feridas e contusões causadas pelo pecado. A parte do homem é apegar-se aos méritos de Cristo pela fé e cooperar com os instrumentos divinos na formação de um caráter justo para que Deus possa salvar o pecador e, ainda assim, ser justo e Sua justa Lei ser vindicada. — Fundamentos da educação cristã, p. 430.

Quarta-feira, 22 de junho - 4. MINISTROS DA RECONCILIAÇÃO
4A) Como podemos ser reconciliados com Deus? Efésios 2:11-13 e 16; Hebreus 2:17 e 18.
Ef 2:11-13 e 16 — Portanto, lembrai-vos de que vós, noutro tempo, éreis gentios na carne e chamados incircuncisão pelos que, na carne, se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; 12 que, naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos aos concertos da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo. 13 Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. [...] 16 e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.
Hb 2:17 e 18 — Pelo que convinha que, em tudo, fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. 18 Porque, naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.

Dê as costas à voz de Satanás e deixe de cumprir-lhe a vontade, e fique ao lado de Jesus, tendo os atributos dAquele que possui sensibilidades aguçadas e ternas, o qual pode assumir a causa dos aflitos e sofredores. O homem que muito perdoou também amará muito. Jesus é um intercessor compassivo, um sumo sacerdote misericordioso e fiel. Ele, a Majestade do Céu — o Rei da glória —, pode contemplar o homem finito, sujeito às tentações de Satanás, sabendo que também sentiu o poder dos ardis do inimigo. — Christian Education, p. 160.

4B) Ao nascer de novo e ser reconciliados com Deus, no que nos tornamos? 2 Coríntios 5:18 e 19.
2Co 5:18 e 19 — E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, 19 isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados, e pôs em nós a palavra da reconciliação.

Tanto os ministros quanto os leigos devem ser estudantes da Bíblia e compreender como agir em relação aos que erram. — The Review and Herald, 3 de janeiro de 1893.
Os misericordiosos são “participantes da natureza divina”, e o amor compassivo de Deus se manifesta neles. Todos aqueles cujo coração está em simpatia com o coração de Amor Infinito procurarão recuperar e não condenar. Cristo habitando na alma é uma fonte que nunca seca. Onde Ele habita haverá um transbordamento de benevolência.
Ao apelar aos que erram, aos tentados, às miseráveis vítimas da miséria e do pecado, o cristão não pergunta: “São pessoas dignas?”, mas: “Como posso beneficiá-los?” Nos mais miseráveis, nos mais degradados, vê almas pelas quais Cristo morreu para salvar e por quem Deus deu a Seus filhos o ministério da reconciliação. — O maior discurso de Cristo, p. 22.
Por sua indiferença, muitos membros da igreja têm entristecido o Espírito Santo de Deus. No lugar de Cristo, devem implorar a outros que se reconciliem com Deus. Instrumentalidades celestiais estão prontas para cooperar com os que se empenham na obra do Senhor. O Espírito Santo está esperando para Se unir em simpatia com todo verdadeiro crente para torná-lo um coobreiro de Deus. Que não se negligenciem os meios que promovam a obra. Não deve haver exaltação própria, mas muito mais oração. — The Paulson Collection, p. 118.

Quinta-feira, 23 de junho - 5. EMBAIXADORES
5A) Ao nos tornarmos ministros da reconciliação, que missão recebemos do Senhor? 2 Coríntios 5:20.
2Co 5:20 — De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo que vos reconcilieis com Deus.

O Senhor envia Seus embaixadores com uma mensagem de salvação, e aqueles que O ouvem serão responsabilizados pela forma como tratam as palavras de Seus servos. — Atos dos apóstolos, p. 232.
Desde Sua ascensão, Cristo tem desenvolvido Sua obra na Terra por meio de embaixadores escolhidos, mediante os quais fala aos filhos dos homens e aos ministros sobre suas necessidades. O grande Cabeça da igreja supervisiona a própria obra por meio de homens ordenados por Deus para agirem como representantes divinos.
A posição dos que foram chamados por Deus para trabalhar em palavra e doutrina para a edificação de Sua igreja é de grande responsabilidade. No lugar de Cristo, devem implorar a homens e mulheres que se reconciliem com Deus, e só podem cumprir a própria missão se receberem sabedoria e poder do alto. — Ibidem, p. 360.

5B) Como os embaixadores de Cristo podem ter sucesso em sua missão? Atos 1:8.
At 1:8 — Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.

Visto que este é o meio pelo qual recebemos poder, por que não temos fome e sede do dom do Espírito? Por que não falamos disso nem oramos e pregamos sobre isso? O Senhor está mais disposto a dar o Espírito Santo àqueles que O servem do que os pais a dar boas dádivas aos filhos. Todo obreiro deveria suplicar a Deus pelo batismo diário do Espírito. Grupos de obreiros cristãos deveriam se reunir para suplicar ajuda especial e sabedoria celeste a fim de que possam saber como planejar e executar sabiamente. [...] A presença do Espírito com os obreiros de Deus dará à proclamação da verdade um poder que nem toda a honra ou glória do mundo poderia dar. — Ibidem, pp. 50 e 51.

Sexta-feira, 24 de junho - PARA VOCÊ REFLETIR
1. O que preciso ter em mente sobre os pensamentos e ações que escolho?
2. Como, quando e por que devo buscar com seriedade a aceitação de Deus?
3. O que acontece com o processo de pensamento do crente renascido?
4. Após a reconciliação com Deus, qual é o meu chamado?
5. Como embaixadores de Cristo, pelo que cada um de nós deve orar fervorosamente?



  Baixar a lição em PDF  



  Baixar a lição em DOC